19/01/2021 às 19h49min - Atualizada em 19/01/2021 às 19h49min

Polícia Militar não foi acionada para atender possíveis casos de sequestros de crianças na região

Lucas Renan Domingos - 87 News
Engeplus

Vem ganhando repercussão nas redes sociais nos últimos dias relatos de pais preocupados com possíveis sequestradores de crianças na região Sul de Santa Catarina. Já houve publicações de casos semelhantes em Morro da Fumaça, Balneário Rincão, Tubarão, Jaguaruna e, mais recentemente, no bairro Santa Luzia, em Criciúma.

O Portal Engeplus procurou a Polícia Militar (PM) para esclarecer os episódios. O subcomandante do 9º Batalhão de Polícia Militar de Criciúma (9º BPM), major Alberto Cardoso Cichella, afirmou que até esta terça-feira, dia 19, nenhum boletim de ocorrência foi gerado e orientou, sempre que houver suspeitas, que os pais e responsáveis das crianças não exitem em acionar as guarnições pelo número 190 ou por meio do aplicativo PMSC Cidadão.

“Não tivemos nenhuma ocorrência gerada na Central Regional de Emergências. O que chegou para nós também foram apenas informações que circulam nas redes sociais e algumas pessoas questionando nossos policiais se o fato é verdade ou não, mas não houve registro oficial averiguação de fato neste sentido”, disse Cichella.

O subcomandante ainda pede a colaboração da população para os cuidados na hora de propagar mensagens na internet. “É importante que antes de replicar a pessoa confira se o fato é real. Se tiver detalhes de local, data, horário e suspeitos, que repasse para a Polícia Militar para que nossas guarnições possam ver se é verdade ou não. Mesmo que estes fatos relatados até o momento não tenham sido confirmados também alertamos que os pais mantenham os cuidados com as crianças”, acrescentou.

Em Tubarão, suspeitos eram apenas vendedores de rifas

Os relatos que circulam nas redes sociais não possuem relação somente com as cidades de Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec). Nesta terça-feira, um caso semelhante também repercutiu em Tubarão. Uma publicação afirmava que no bairro Praia Redonda houve uma tentativa de sequestro de criança. Conforme o texto, vendedores de rifa teriam perguntado se uma moradora possuía filhos e tentaram invadir a residência. Neste momento a mulher teria gritado e os suspeitos fugido.

Conforme o comandante da 5º Batalhão de Polícia Militar de Tubarão (5º BPM), tenente-coronel Vilson Schlickmann Sperfeld, as informações da publicação não se confirmaram. “A denúncia não foi confirmada. De fato eram pessoas vendendo rifas. De qualquer forma é importante que a comunidade sempre informe a Polícia Militar quando perceberem algo estranho”, disse.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp