10/12/2020 às 12h55min - Atualizada em 11/12/2020 às 00h01min

Desafios da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

Desafios e soluções para a Lei Geral de Proteção de Dados

DINO
http://www.docket.com.br
Lei Geral de Proteção de Dados


No dia 18 de Setembro de 2020, a LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados, entrou em vigor no Brasil, com a finalidade de estabelecer um marco regulatório para assegurar a privacidade, transparência e proteção de uso de dados pessoais.

A LGPD se aplica a empresas de todos os setores que utilizam dados pessoais de cidadãos brasileiros, independentemente da localização. Desta forma, os impactos são sentidos, principalmente, nos setores administrativo, jurídico e de segurança da informação.

A sanção da LGPD teve início em agosto de 2018, mas apenas em Janeiro de 2021 passará a ser realmente fiscalizada, sendo este período considerado de "vacância" para que as organizações pudessem se adequar às determinações e normas que devem manter sobre o tratamento de dados pessoais, desde a coleta, o armazenamento e o compartilhamento, sejam eles online ou offline, com o objetivo de evitar conflitos, riscos e multas.

  • Due Diligence de dados pessoais: categoriza os tipos de dados pessoais, que se dividem entre pessoal, sensível, anônimo ou público, departamentos, online ou offline, inclusive, os operadores internos e externos que utilizarão os dados sobre a exposição da empresa diante da lei.
  • Auditoria: o tratamento de dados deve ser auditado com revisão e criação de documentos, contratos, termos de uso e políticas de privacidade, seguindo o padrão de 20 atividades inerentes, que abrangem a finalidade da captação do dado, coleta, controle, compartilhamento, gestão do consentimento e anonimização e a gestão dos pedidos do titular.

 

Também é necessário um relatório de previsão de impacto, medidas de segurança de dados, validação de prazo, cookies, certificação e prevenção de conflitos. Caso haja algum incidente de segurança, é obrigatório um plano de comunicação aos órgãos fiscalizatórios.

Diante deste cenário, as empresas enfrentam inúmeros desafios, especialmente com relação à gestão de documentos e dados que, quando organizados de forma manual ou por meio de planilhas podem acarretar em perda e vazamento de informação, além de riscos de ciberataques.

A solução para a segurança de dados é o armazenamento de documentos em nuvem.

A Docket, startup pioneira no Brasil, investe constantemente em inovação e tecnologia com o objetivo de otimizar e trazer mais segurança à gestão de documentos e certidões de empresas de diferentes segmentos, assim como, automatizar e controlar os documentos de forma ágil e inteligente, garantindo a segurança de dados.

Com o Shopping de Documentos capaz de resgatar mais de 200 tipos de documentos de todo o Brasil, tudo fica armazenado na nuvem, de forma centralizada, garantindo controle total e mais celeridade a todos os processos da esteira burocrática.

 

Para conhecer mais soluções da Docket, basta acessar www.docket.com.br



Website: http://www.docket.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp