22/10/2019 às 07h40min - Atualizada em 22/10/2019 às 07h40min

Justiça considera prisão ilegal e nutricionista da AFASC é liberada

- 87 News
Hulha Negra
A Primeira Vara Criminal de Criciúma considerou ilegal a prisão em flagrante de uma nutricionista da Afasc e relaxou a prisão sendo a acusada, então, liberada.

Segundo o despacho judicial, o cumprimento do mandado de busca e apreensão tinha como destinatário somente a outra investigada.

“Não se desconhecendo, entretanto, eventual culpabilidade da indiciada, a qual poderá ser instruída no decorrer do processo”, ponderou o magistrado.

Conforme a decisão, a nutricionista foi encontrada no depósito, no qual supostamente retirava o material, e depois foi levada à casa da outra investigada, onde alimentos foram apreendidos.

Ela segue respondendo a inquérito policial.

A investigação da Polícia Civil apura o desvio de carnes da merenda escolar de creches municipais e deteve as duas mulheres suspeitas pelo crime de receptação qualificada.

As detenções ocorreram na manhã desta segunda-feira.

A ação é da 1ª Delegacia de Polícia de Criciúma.

A Polícia Civil foi acionada sobre os fatos por meio de coordenadores da instituição responsável pelo fornecimento das merendas escolares para o município.

As investigações então identificaram possível desvio de toneladas de carnes, tendo como suspeita a participação da funcionária da instituição.

Na casa da segunda investigada foram encontrados cerca de 40 quilos de peito de frango que deveriam ser entregues nas creches, anotações referentes às vendas e R$ 2,250 provenientes da venda do produto do crime.

As investigações seguem em Inquérito Policial para elucidação dos crimes de peculato e associação criminosa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp