21/08/2019 às 00h32min - Atualizada em 21/08/2019 às 00h32min

Jogadores do Figuerense fazem protesto e não entram em campo.

O motivo é salários em atraso.

Ricardo Strauss

As competições da CBF previa que o árbitro da partida, Pathrice Maia, esperasse a presença dos jogadores do Figueirense por 30 minutos além do horário marcado. Com o não comparecimento da equipe, o W.O.

Foi confirmado e o Cuiabá declarado vencedor por 3 a 0. A equipe catarinense ainda deverá ser julgada pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

 

Faltando 10 minutos para o fim do prazo, os jogadores do Figueirense entraram no ônibus da equipe e deixaram a Arena Pantanal.

O WO é uma manifestação dos jogadores à falta de pagamentos de salários, atrasados desde julho. Os direitos de imagem

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 
também não são quitados com o elenco há mais tempo, desde maio. O boicote à partida já era esperado frente à greve anunciada pelo elenco em 16 de agosto. Em nota, a diretoria do clube prometia quitar as dívidas até 28 de agosto.

 

indefinição sobre a participação ou não se estendeu até os últimos minutos prévios ao duelo. Nas reuniões no hotel e no vestiário da Arena Pantanal, os jogadores pediram uma garantia à diretoria de que os salários e direitos atrasados de todos os funcionários seriam quitados até o dia 28. Os atletas queriam que no compromisso, o presidente Cláudio Honigman se prontificasse a renunciar ao cargo caso os débitos não fossem quitados. De acordo com o advogado dos jogadores, Filipe Rino, o compromisso foi rechaçado pelo dirigente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp