01/07/2019 às 21h48min - Atualizada em 01/07/2019 às 21h48min

​Parte do Parque Olímpico para de funcionar nesta segunda-feira

Contrato com a autarquia federal, que cuidava do parque, terminou no dia 30 de junho, e ainda não tem outra empresa para substituir.

Redação 87 NEWS
G1
Parque Olímpico no Rio de Janeiro
Parte do Parque Olímpico parou de funcionar nesta segunda-feira (1°), e algumas arenas estão sem gestão definida. O contrato com a autarquia federal que cuidava do parque terminou, por decreto, e ainda não tem outra empresa para substituir.

Desde a assinatura do contrato, em 2017, já estava previsto que ele se encerraria em 30 de junho de 2019.

Até a semana passada, o governo não havia apresentado nenhum planejamento de gestão do legado. Isso impacta diretamente na realização de eventos dentro do Parque Olímpico e no atendimento de aproximadamente mil crianças em sete projetos sociais abrigados no local.

A autarquia de Gestão do Legado Olímpico (GLO) era responsável pelas arenas cariocas 1 e 2, pelo Centro de Tênis e pelo Velódromo, e fazia cerca de 14 eventos por mês.

Na manhã desta segunda, alguns ex-funcionários da GLO foram recolher seus pertences no local, mas nenhum representante da Secretaria do Esporte do Governo Federal esteve no Parque Olímpico.

A autarquia tinha 65 cargos comissionados e um orçamento de R$ 65 milhões previstos para este ano.

O governo pretende criar uma novo órgão para substituir a autarquia, mas ainda não há uma sinalização de quando e como isso será feito.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita que o eleitor está mais consciente para votar nestas eleições?

24.2%
74.2%
1.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp