09/09/2019 às 15h57min - Atualizada em 09/09/2019 às 15h57min

Poluição de minas de carvão desativadas é tema de audiência em Urussanga

- 87 News
ALESC
 

A Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa debaterá os efeitos poluidores das minas de carvão desativadas na região Sul de Santa Catarina na segunda-feira (9), às 19 horas, na Sociedade Recreativa Urussanga (Rua Presidente Vargas , 90, Centro). A audiência pública foi proposta pelo presidente da comissão, deputado Ivan Naatz.

O deputado afirmou que o objetivo da audiência é ouvir autoridades e ambientalistas porque há uma preocupação na região Sul catarinense com os efeitos poluidores das minas de carvão desativadas, além das questões econômicas decorrentes dessa situação. ”As minas foram desativadas, mas seu efeito poluidor continua e há toda uma questão econômica envolvida, já que há poucos investimentos para recuperação do meio ambiente após a desativação.”

Recentemente, duas empresas mineradoras foram condenadas pela comarca de Urussanga a executar um Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD) como forma de reparar os danos ambientais provocados pela extração de carvão mineral nas décadas de 80 e 90. As empresas exerciam suas atividades respectivamente nos bairros de Santana e Rio Carvão, na cidade-sede da comarca. Conforme a ação civil pública, as atividades dessas empresas causaram alterações biológicas, geomorfológicas, hídricas e atmosféricas de grande proporção - remoção da vegetação em todas as áreas de extração, poluição de recursos hídricos e contaminação do solo, poluição do ar com a eliminação de altos níveis de fumaça e fuligem, prejudicando a saúde das pessoas que residiam próximo às mineradoras.

Serviço
O que? Audiência pública sobre minas de carvão desativadas
Onde? Sociedade Recreativa Urussanga - Rua Presidente Vargas , 90, Centro, Urussanga/SC
Quando? Segunda-feira, dia 9, às 19h

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor de que presos trabalhem para pagar o próprio sustento nos presídios?

98.6%
1.4%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp