19/03/2021 às 17h08min - Atualizada em 22/03/2021 às 00h20min

Cerca de 50% dos bares e restaurantes não atendiam por delivery no país em 2020

Pesquisa desenvolvida pela Saipos ainda aponta que novos e pequenos negócios tiveram um aumento significativo no último ano

DINO
https://saipos.com/


O ano de 2020 foi de muita instabilidade para o setor de alimentação fora de casa. Vários negócios se viram obrigados a fazerem cortes no quadro de funcionários e até mesmo fechar as portas definitivamente. Umas principais saídas foi investir no delivery. 

A Saipos, sistema de gestão completo para bares e restaurante, desenvolveu uma pesquisa analisando os impactos da pandemia no setor food service. Os dados buscam ajudar os empresário a entenderam como os hábitos de consumo e negócios se modificaram no último ano. Além disso, a pesquisa aponta quais são as principais tendências do mercado para 2021.

Um dos dados que se destacaram foi o aumento de novos negócios no ramo da alimentação. Aproximadamente 62% das pessoas que responderam a pesquisa afirmaram que abriram seus negócios no período de até um ano, ou seja, durante as restrições de circulação da população.

Isso demonstra que o setor, apesar das diversas dificuldades encontradas durante o ano de 2020, não parou. Muitos foram os empreendedores que enxergaram no ramo de alimentação por delivery uma oportunidade para driblar a crise financeira e até mesmo o desemprego.

Foi por causa do delivery que muitos restaurantes espalhados pelo Brasil seguiram ativos. Cerca de 50% dos negócios no país, não atendiam por esse modelo de vendas e precisaram de adaptar rapidamente.

Os pratos mais pedidos pelo brasileiro em 2020

Se alguma coisa em 2020 é que os hábitos de consumo se modificaram. Com o isolamento social, muitos consumidores se viram obrigados a aderir a um novo formato de compras.

Os hábitos dos brasileiros no último ano foram os mais distintos. Porém, os modelos tradicionais de pratos se mantiveram entre os mais pedidos. Um desses destaques é o aumento de vendas de marmitas.

O aumento dos pedidos desse tipo de prato está atribuído diretamente ao número expressivo de pessoas que aderiram ao home office. O brasileiro passou a se alimentar mais em casa e cozinhar todos os dias se tornou uma tarefa exaustiva para quem já precisa lidar com o novo modelo de trabalho.

O delivery é uma tendência que seguirá em alta em 2021. Por isso, continuar investindo em ações para potencializar as vendas nesse segmento é essencial. “Nós vemos, no mercado, que muitas pessoas ainda irão permanecer nas suas casas e isso é um impulsionador de vendas para o setor”, afirma o CEO da Saipos, Anderson Onzi.

Os pratos mais consumidos no país foram em ordem: cerca de 24% da população pediu pizzas ao longo de 2020 - isso é referente a mais de 4 milhões de pizzas consumidas. Além disso, hambúrgueres, lanches, comida japonesa e marmitas foram os pratos mais pedidos no último ano. Apenas marmitas ou pratos feitos tiveram cerca de 350 mil pedidos de março de 2020 até dezembro do mesmo ano.  

As principais tendências para 2021

O setor de alimentação precisou se adaptar a esse (nem tão) novo modelo de vendas. A solução foi investir no delivery e em novas tecnologias eficazes para potencializar esse tipo de operação. “Percebemos que por causa do delivery muitas transformações foram necessárias no planejamento de negócios no país, por isso estar atento ao cenário é essencial”, explica Onzi.

1. Delivery segue em alta

Quem já estava acostumado, ou conseguiu se adequar rápido ao delivery se saiu melhor do que a média no mercado e muitos ainda aumentaram suas vendas. Para este ano, o delivery não vai perder sua importância.

A necessidade de oferecer soluções que melhorem a experiência dos clientes é apenas um dos motivos que vai impulsionar o crescimento da área. Em 2021, o mesmo deve movimentar cerca de 6,3 trilhões de dólares em todo o mundo.

2. Site próprio

Para economizar nas altas taxas cobradas pelos aplicativos de delivery, uma alternativa é investir em aplicativos e sites delivery próprios de restaurantes, que já são tendências estabelecidas.

Empresas como a Saipos desenvolvem recursos tecnológicos como o Site Delivery. Essa ferramenta traz diversos benefícios para o atendimento do negócio como:

- Fidelização de clientes;

- Economia com apps de delivery;

- Aumento do número de vendas;

- Maior organização na operação por delivery.

3. Dark Kitchens

Uma das apostas de 2020 foram as Dark Kitchens. O setor estava em pleno crescimento e se mostrou uma alternativa ideal para quando os restaurantes foram obrigados a fechar suas portas por causa da pandemia.

Em 2021, esse modelo de negócio segue ainda mais fortalecido, por ter se consolidado como uma operação que gera mais renda e menos desperdício de tempo e matéria-prima para os empresários.

4. Experiências digitais

Com um consumidor cada vez mais digital, a experiência do cliente precisa ser uma das prioridades em 2021. Pensar em estratégias que atraiam mais clientes e que proporcionem uma vivência única para o usuário será uma necessidade para este ano.

Investir em site próprio, cardápios digitais, combos promocionais, vouchers, gift cards e as mais variadas formas de pagamento on-line são algumas das opções que devem ser utilizadas para fidelizar os clientes.

5. Novas tecnologias

Buscar por empresas que oferecem funcionalidades que otimizam o tempo do negócio e auxiliem na experiência do cliente é essencial. As três tecnologias que serão tendência este ano são: Big Data, IoT e Omnichannel.

A partir dessas ferramentas é possível digitalizar processos e transformar a operação dos negócios. Elas ajudam a reduzir o custo operacional e permitem a elaboração de processos mais eficientes. Ambas também possibilitam oferecer a melhor experiência para cada cliente.

Para o CEO da Saipos é essencial investir em um sistema para restaurantes. “Nós estamos sempre pensando nas melhores soluções que atendam o mercado. Investimos pesado em novas tecnologias e funcionalidades porque sabemos que as necessidades dos empresários são além de aumentar suas vendas”, explica Anderson Onzi.

Para 2021, o mercado ainda vai passar por mudanças. Mas independentemente do que aconteça, o setor de bares e restaurantes se mostrou aberto para adaptações e entender que é preciso estar sempre pensando em novas estratégias para se manter funcionando.

A pesquisa completa desenvolvida pela Saipos pode ser acessada gratuitamente por aqui.



Website: https://saipos.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp