05/03/2021 às 16h49min - Atualizada em 07/03/2021 às 00h00min

Empresas estrangeiras apostam em expansão para o Brasil

Com o reaquecimento do mercado em diversos setores e o avanço de tecnologias que propõem a transformação da vida do brasileiro, avalia-se que empresas estrangeiras vão continuar se interessando pelo Brasil.

DINO
https://www.trizpar.com.br/


Mesmo com um cenário instável a nível mundial, empresas estrangeiras continuam apostando na expansão para o Brasil. Em 2020, o país voltou a fazer parte da lista dos 25 países mais confiáveis para o investimento estrangeiro direto (IED), com base em um indicador produzido anualmente pela consultoria norte-americana A.T.Kearney. Na pesquisa realizada com 500 executivos de grandes corporações ao redor do mundo, o Brasil figura na posição 22, sendo a única nação da América Latina a fazer parte do grupo. O índice da Kearney calcula a probabilidade de as empresas entrevistadas fazerem investimentos em um mercado específico nos próximos três anos.

Sendo assim, alguns dos fatores citados para impulsionar os investimentos seriam a aprovação da reforma da previdência e a ampliação das privatizações, que podem estimular o crescimento da economia.

Para além do relatório, há ainda mais aspectos que favorecem a expansão para o Brasil. Entre eles, o comportamento do consumidor brasileiro e o crescente avanço do uso de tecnologias no país.

Vários fatores estão favorecendo a inovação no Brasil, e muitos passam pelos hábitos dos consumidores. De acordo com um relatório publicado pela consultoria McKinsey, no país:

- 70% da população está conectada à internet;
- em média, o brasileiro passa mais de 9h por dia on-line;
- em 2018, 78% dos brasileiros conectados à internet utilizavam serviços como Netflix pelo menos uma vez na semana;
- 39% da população foi classificada como "early adopters" em apps digitais em um relatório de 2015.

Lar de fintechs como Nubank e PagSeguro, o país também viu, em 2020, a implementação do PIX, um sistema instantâneo de transferências bancárias, pelo Banco Central. Com a perspectiva de disseminação do open banking, permitindo a integração de informações entre instituições financeiras, o setor pode se expandir ainda mais.

Ao longo do processo de expansão para o Brasil, uma empresa pode optar por alguns caminhos, como abrir uma filial no país ou se tornar sócia de uma empresa brasileira. Desse modo, a escolha vai depender dos objetivos quanto à atuação no país e o futuro do empreendimento.

Dois exemplos de empresas que recentemente começaram a operar no Brasil são a Belvo e a Bitso. A primeira é uma startup espanhola que tem o objetivo de ajudar fintechs a compreender os dados sobre as finanças de seus clientes, para melhorar a experiência em sites e aplicativos. Em meio à disseminação do conceito de open banking, esta e outras empresas do setor são atraídas em meio aos avanços tecnológicos recentes no país.

A plataforma mexicana de criptomoedas Bitso, por sua vez, pretende fazer do Brasil o seu maior mercado. Em 2020, já havia conquistado mais de 1 milhão de usuários, principalmente no México e Argentina. Dessa forma, a empresa pretende tornar as criptomoedas úteis para transações financeiras, ampliando a sua função principal para além dos investimentos.

Apesar de a expansão para o Brasil parecer um terreno fértil, a abertura de uma filial também compreende alguns desafios. Empresas como a TRIZ atendem a estes clientes suprindo a demanda de pesquisa de mercado para a compreensão do consumidor brasileiro, assim como a Grebler atua com os procedimentos jurídicos necessários para a representação legal de empresas estrangeiras no Brasil.

Sendo assim, com um cenário que favorece os avanços tecnológicos no país, espera-se ver a disseminação de tecnologias que pretendem transformar a vida do brasileiro. O sucesso dessas iniciativas vai depender, entre outros fatores, do conhecimento do consumidor e da propensão do negócio ao alinhamento com a legislação brasileira.



Website: https://www.trizpar.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é contra ou a favor da realização de uma Audiência Pública para avaliar e debater sobre o Binário em Cocal do Sul?

75.6%
24.4%
0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp