19/02/2021 às 09h07min - Atualizada em 19/02/2021 às 09h07min

Defesa Civil fiscaliza retomada das aulas em Cocal do Sul

Município foi muito bem avaliado pela coordenadoria do órgão pelas normas e medidas de segurança

AMANDA FARIAS - 87 News
Na quinta-feira (18) foi o dia de os alunos da rede estadual de ensino voltarem às salas de aula. Em Cocal do Sul, há duas escolas estaduais – Escola de Educação Básica Professora Francisca Búrigo e Professor Padre Schuler. Hoje, o prefeito Fernando de Fáveri e o vice Erik Pereira Zeferino estiveram visitando as escolas, acompanhados da equipe da Defesa Civil, através do coordenador da Equipe Regional de Disseminadores do Plancon para a volta às aulas e também coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira e secretária da Defesa Civil de Cocal do Sul, Thaiane Jung.

“Iniciamos o dia de hoje com fiscalização nas escolas e vistoria de como tem sido o retorno às aulas. Estamos felizes com o que vimos aqui em Cocal do Sul, pois o comportamento dos alunos e educadores tem dado conta do que foi pensado desde agosto do ano passado, em cumprimento dos regramentos sanitários”, frisa Rosinei. Ele acrescenta que em sua avaliação, os ambientes escolares estão seguros e o plano de contingência foi colocado em prática.

Para o prefeito Fernando de Fáveri, que acompanhou a retomada das aulas, as visitas nas escolas foram satisfatórias pois o município está seguindo todos os requisitos estabelecidos pelo Plancon. “Temos a convicção de que é necessário o retorno das aulas, qualificamos todos os nossos profissionais da Educação, com o apoio também da equipe de saúde”, diz. 

“Quero parabenizar Cocal do Sul e toda a equipe da Educação pelo que vi aqui na cidade; temos a certeza de que a escola é um ambiente seguro e que poderemos continuar com as atividades pedagógicas presenciais”, ressalta Rosinei. A equipe da Defesa Civil continuará com os trabalhos de fiscalização e orientação nas escolas, monitorando a evolução do coronavírus. Vale lembrar que a Defesa Civil veio realizando um trabalho de orientação aos professores há duas semanas. 

Recentemente, foi divulgado que as escolas da rede municipal irão funcionar com 100% da capacidade, porém a secretária da Defesa Civil no município explica como irá funcionar na prática. “Mesmo com a nova leitura do decreto, de que permite a capacidade de 100% dos alunos em sala de aula, a norma de um metro e meio de distanciamento entre cada aluno, previsto no Plancon, é que irá prevalecer, pois o município não possui salas com estrutura que comportem esse número de alunos, então continua valendo a capacidade de 50% presencial, de forma escalonada”, afirma.

Volta às aulas na Apae

A Apae de Cocal do Sul também retornou às atividades pedagógicas nesta quinta-feira (18), após quase um ano com aulas remotas. Em meio à pandemia, a entidade que desempenha três vertentes (social, pedagógica e clínica) estava realizando apenas as atividades clínicas. Agora, a instituição segue funcionando com 50% da capacidade presencial, seguindo as normas previstas no Plancon. De acordo com a diretora, Rosiclei Prior Viola, tudo está ocorrendo dentro da normalidade.

A entidade conta hoje com 158 alunos, dos quais menos de 50% estão frequentando o espaço. Todos os projetos estão funcionando normalmente, como a fonoaudiologia e ecoterapia, por exemplo. A diretora explica que o fato de menos da metade dos alunos estarem frequentando a Apae se deve ao fato de que alguns fazem parte do grupo de risco e por isso estão em casa, de maneira remota. “Orientamos e pedimos aos pais para que esses alunos com risco maior possam ficar em casa, eles estão recebendo ensino remoto e atendimento clínico”, salienta.

A Apae atende alunos com idade de dois meses até 71 anos, que estão sob os cuidados de 54 profissionais ao todo. A entidade está se organizando, principalmente na retomada das atividades, como explica Rosiclei. “A Apae hoje precisa aumentar a sua necessidade técnica de atendimento, pois aumentou muito o número de alunos, até conseguimos aumentar um pouco a equipe, mas atualmente a gente não consegue contemplar todos os alunos para todos os atendimentos necessários, além dos EPIs, que estamos precisando neste momento”, salienta. Além disso, a diretora reforça a parceria existente com a Prefeitura, visto que há muitos convênios e por isso é possível auxiliar a entidade.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita que o eleitor está mais consciente para votar nestas eleições?

26.8%
71.4%
1.8%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp