17/12/2020 às 16h47min - Atualizada em 17/12/2020 às 16h47min

Projeto “Bordando Nossas Histórias” faz entregas de panos de pratos as entidades filantrópicas

Antonio Roseng - 87 News
Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cocal do Sul

Cerca de 400 panos de pratos, resultados do projeto “Bordando nossa Historias”, da secretaria de Assistência Social de Cocal do Sul, foram doados entre hoje e ontem (16 e 17/12) para Casa Manjedoura, do Balneário Rincão; Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Urussanga; Casa Guido e Asilo São Vicente, de Criciúma. Os panos foram confeccionados e decorados pelas participantes do Clubes de Mães de Cocal do Sul, que depois de executados doaram os trabalhos num gesto solidário, que já é tradição no município, segundo o Secretário Interino de Assistência Social, Juarez Fogaça.
 

A Administradora do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Andrea Miranda, agradeceu a doação. “Agradecemos em especial aos Grupos de Mães, porque vocês têm ideia do custo que nós temos. Com essa doação, podemos destinar esse custo para outros insumos, como medicamentos, e materiais médicos. Temos muitas louça e equipamentos para lavar, que há uma certa rotatividade, por isso a importância”, comentou Andrea.
 

A recepcionista do Asilo São Vicente, que hoje está com 50 idosos hospedados, também agradeceu dizendo que se cada um fizer um pouquinho o mundo fica bem melhor. “Vivemos de doações. Todo que vem vier, é bem. Que esse gesto possa servir de incentivo para outras pessoas.

 

O projeto

 

O projeto “Bordando Nossas Histórias” foi iniciado ainda no início de 2020, sofrendo adaptações devido a pandemia de COVID-19. As 670 participantes, divididas em 26 grupo de mães, receberam orientações por WhatsApp, para trabalhar os temas, onde bordaram pontos turísticos, fotos e momentos históricos do município que foram bordados em panos de pratos.
 

Cerca de 130 trabalhos foram selecionados para participar da exposição, que foi transmitida semana passada pelas redes sociais, escolhendo as melhores peças. O projeto foi idealizado junto a empresa Lalua, que ficou com cerca de 65 peças que vão para exposições pelo Estado, assim como outras 65 permanecem no acervo da diretoria de Cultura do Município.
 

O projeto teve a participação das monitoras Lourdete Macarri, Jusselia Feltrin, Alekssandra Cardoso, Alessandra Augusto de Souza e Gorete Sacon; além do envolvimento direto da ex-secretária de assistência social, Ângela Mendes Anjo, que iniciou o projeto; da Primeira Dama do município, Maria de Fatima Dajori e a da vice-prefeita Aninha Scarpato.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp