21/08/2019 às 10h12min - Atualizada em 21/08/2019 às 10h12min

Penas pecuniárias: entidades apoiam iniciativa que vai beneficiar projetos sociais

- 87 News

O presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador Rodrigo Collaço, visitou hoje mais três representantes de entidades catarinenses para convidá-los a participar da solenidade de entrega das verbas advindas do cumprimento de penas de prestação pecuniária, transação penal e suspensão condicional do processo, as quais serão destinadas a projetos desenvolvidos por entidades públicas e privadas catarinenses com finalidade social. O evento será realizado no próximo dia 20 de setembro, às 10h, na Sala de Sessões Ministro Teori Zavascki, em Florianópolis.

O presidente do TJSC foi recebido pelo presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI)/Casa do Jornalista, Ademir Arnon; pelo presidente executivo do Grupo RIC e presidente da Associação Catarinense das Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert), Marcello Corrêa Petrelli; e pelo presidente da Federação do Comércio (Fecomércio), Bruno Breithaupt. Todos elogiaram e manifestaram integral apoio à iniciativa. "O Tribunal de Justiça está de parabéns por essa iniciativa de altíssima relevância para a cidadania catarinense", destacou Arnon. "Com certeza, nós do Grupo RIC daremos total apoio", pontuou Petrelli. "Excelente ideia", ressaltou Breithaupt.

A iniciativa faz parte do projeto "Pequenas infrações gerando grandes transformações" (www.tjsc.jus.br/pequenasinfracoes-grandestransformacoes). Ao todo serão contemplados 19 projetos, que atendem desde reforma de unidade de pronto-atendimento e de UTI neonatal de hospital infantil até construção de residência para mulheres vítimas de violência doméstica. Esta é a segunda entrega que o TJSC fará dos referidos recursos. Em 2018, por exemplo, os recursos viabilizaram a aquisição de câmeras policiais individuais para a polícia militar e a implantação do depoimento colhido em meio audiovisual nas delegacias de polícia de todo o Estado. Desde a criação do Conselho Gestor da Conta Centralizada, o Judiciário catarinense já contribuiu com mais de R$ 10 milhões para custear projetos de relevância social.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp