23/07/2020 às 13h36min - Atualizada em 24/07/2020 às 01h33min

Usuária de implante coclear conta o que mudou depois de 20 anos de ouvido biônico e compara dispositivos

Muitas pessoas ficam em dúvida se devem ou não fazer o implante coclear e como seu futuro será com um ouvido biônico. Sheila, que desafiou a surdez e fez seu primeiro implante há 20 anos, conta sua história para inspirar pessoas a perder o medo e mostra tudo o que ganhou com esta decisão.

DINO
http://www.medel.com/pt-br/hearing-solutions
Após 20 anos ouvindo graças ao implante coclear, Sheila compara seu primeiro processador com o atual.


Sheila Vieira perdeu sua audição aos 13 anos de idade devido a uma meningite. Uma menina ativa que junto com sua mãe ouviu no consultório a assustadora notícia que mudaria para sempre a sua vida. Ela estava definitivamente surda e teria que usar aparelhos auditivos para o resto da vida. Por conta do seu grau de perda auditiva, os aparelhos auditivos convencionais não geravam bons resultados e ela não conseguia reconhecer a fala. Mas desistir não estava no plano de seus pais.

De consultório em consultório
Sheila estava triste quando seu pai perguntou se ela acreditava nele. E neste momento ele disse não saber como nem quando, mas que encontraria uma solução para ela voltar a escutar. De otorrino em otorrino, nenhuma solução diferente surgia, afinal em 1999 ainda não se falava tanto em implante coclear. Então começaram a consultar otorrinos em outras cidades e Estados do Brasil até finalmente um médico falar que ela poderia ser candidata a um implante coclear.

O implante e uma promessa
A cirurgia foi feita e a ansiedade estava alta. No mês seguinte a ativação aconteceria e os profissionais informaram a expectativa padrão, ou seja, que nos primeiros momentos, Sheila não ouviria nada. Seu implante foi ligado e Sheila permaneceu estática, pois ao contrário do que esperavam, ela conseguia ouvir tudo, o que era considerado fora do padrão. Depois de nove anos, fez o implante do outro lado, substituindo os dois ouvidos.

Vinte anos ouvindo com o implante coclear
Sheila conseguiu muito mais do que ouvir ao telefone no primeiro dia de ativação, como ela mesma disse, conseguiu sua vida de volta. Estudou inglês, música, formou-se, viajou, e como um dos momentos mais emocionantes que descreve, entregou o diploma de doutorado nas mãos de seu pai. Sheila hoje atua também na área de fonoaudiologia, ela usa sua história para inspirar pessoas por meio do atendimento fonoaudiológico e de seu canal no Instagram @shinebionica. O implante é um passo importante e ver o sucesso de usuários como a Sheila, tranquiliza e dá esperança a muitas pessoas que estão iniciando esta jornada. Por este motivo, Sheila conta sua história em diversos canais como no vídeo disponível em bit.ly/sheila20anos e mostra que, assim como sua história mudou muito depois do ouvido biônico, os dispositivos também mudaram bastante em tamanho, autonomia e funções, como o carregamento wireless (sem fio), que elimina o custo com bateria e que chegou no Brasil em 2019.

Vantagens deste implante
O implante coclear que Sheila usa é dos anos 90, mas a fabricante europeia MED-EL afirma que segue à frente da inovação com processadores de áudio cada vez mais modernos, sem deixar de lado os pacientes que usam implantes anteriores. Isto porque todo novo processador lançado é compatível com os implantes antigos, ou seja, para ter acesso à nova tecnologia, basta o paciente trocar o processador externo. Não precisa trocar o dispositivo interno implantado, nem fazer nova cirurgia para isso. A empresa reforça também a preocupação com a segurança, oferecendo eletrodos flexíveis para cumprir uma das suas principais promessas, a de preservar ao máximo a estrutura delicada já existente na cóclea, fundamental para o desenvolvimento e o futuro do paciente, seja ele adulto ou bebê. Estes eletrodos são disponíveis em diversos tamanhos para poderem cobrir a extensão da cóclea completamente, o que é importante pelo fato de cada indivíduo ter um tamanho de cóclea diferente e ao atingir todas as áreas dela, mais sons são devolvidos ao paciente. Assim é possível que o implantado tenha um futuro auditivo promissor e recupere uma gama de sons naturais muito maior.
Voltar a ouvir é um dos objetivos de quem procura o implante auditivo, o outro objetivo é ter uma vida normal e escutar os sons da forma mais natural possível.

-Antes de adquirir qualquer solução auditiva, converse com um médico-
O Implante coclear é um dispositivo eletrônico capaz de substituir a função sensorial do órgão auditivo de pessoas com perda de audição severa a profunda. São dispositivos de tecnologia de ponta aprovados pela ANVISA. Sua indicação é feita por médicos e a cirurgia de implantação é realizada tanto por planos de saúde, quanto pelo SUS.



Website: http://www.medel.com/pt-br/hearing-solutions
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual candidato você acredita que vencerá as eleições presidenciais de 2022?

2.0%
0%
0%
0%
2.0%
86.0%
0%
8.0%
2.0%
0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp