21/05/2020 às 18h46min - Atualizada em 21/05/2020 às 18h46min

CPI dos Respiradores inclui Moisés na lista de investigados

- 87 News
NSC TOTAL

O deputado estadual Ivan Naatz (PL), relator da CPI dos Respiradores, incluiu nesta quinta-feira (21) o governador Carlos Moisés (PSL) na lista dos investigados. O motivo foi a divulgação de uma proposta de preço que teria chegado ao Estado, mais baixa do que a da Veigamed - e que teve a assinatura do governador.

O documento que chegou à Assembleia Legislativa é da catarinense Intelbrás e tem data de 24 de março. Nele, a a empresa oferece 100 respiradores por R$ 70 mil cada um - metade do que foi pago à Veigamed, no dia 2 de abril.​

- O termo de intenções tem datas, e elas não deixam dúvidas de que o governador tinha conhecimento, antes da licitação, de que uma empresa de SC poderia entregar os respiradores pela metade do preço. É impossível que o governador não tenha conhecimento de que o governo estava comprando (equipamentos) acima daquela proposta - afirma Naatz.

O Governo de SC ainda não se manifestou sobre o caso relatado pelo deputado. No entanto, reportagem publicada pelo jornalista Jean Laurindo, no NSC Total, informa que o processo de aquisição dos respiradores pela Intelbrás continua em andamento, com a previsão de entrega entre maio e junho informada pela empresa. O que indica que não houve substituição de uma compra pela outra, mas dois processos que caminharam em paralelo.

A CPI também incluiu na lista de investigados o atual secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. Segundo Naatz, o depoimento do diretor de Licitações e Contratos da secretaria, Carlos Charlie Campos Maia, à CPI, nesta quinta-feira, indicou que Motta participou do processo de aquisição dos respiradores - o que é negado pelo Estado.

Além de Maia, foram ouvidos nesta quinta Carlos Roberto Costa Júnior, assessor jurídico da Secretaria de Estado da Saúde, Luiz Felipe Ferreira, controlador-geral do Estado e Wagner Tadeu Martins Queiroz, engenheiro eletricista da Secretaria de Saúde.

Os depoimentos mais aguardados da CPI ocorrerão na próxima terça-feira (26), quando serão ouvidos o ex-secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, a servidora Márcia Pauli e o ex-chefe da Casa Civil, Douglas Borba.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp