14/05/2020 às 08h56min - Atualizada em 14/05/2020 às 08h56min

OPINIÃO: Nova denúncia pode levar Governador à renúncia: Aumento de Casos de COVID-19 em Pequenos Municípios: Aumento de Casos de COVID-19 em Pequenos Municípios: CDL de Içara Não Dormiu no Ponto

Evandro Rodrigues - 87 News
Nova denúncia pode levar Governador à renúncia 
 
O impacto da denúncia apresentada ontem, quarta-feira, 13, na ALESC, pelo Deputado Estadual Kennedy Nunes causou mais um forte abalo da estrutura do Governo de SC. Fortes rumores da renúncia de Carlos Moisés tomaram conta dos bastidores na capital, após o governador desistir de participar da Live que vinha fazendo todos os dias desde o inicio da pandemia. 

Kennedy Nunes denunciou um esquema de superfaturamento com dispensa de licitação para contratação de  um empresa de detetização no Porto de São Francisco, realizada pela SCPAR. O contrato feito em 2018, válido por um ano, foi de R590 mil reais, que encerrou em agosto de 2019. Após o encerramento do primeiro contrato, um novo contrato, com dispensa de licitação foi celebrado com a mesma empresa, a Alpha Imunizações e Serviços do Rio Grande do Sul, com o valor de R2.109.561,51 com prazo de  180 dias, ou seja, um aumento exobitante no valor do mesmo serviço, com diminuição de prazo de vigência.

Novas denúncias ainda devem ocorrer, de acordo com o deputado, os próprios funcionários do Estado estão levantando informações de eventuais  irregularidades. 
 
Está insustentável a permanência de Carlos Moisés, que perdeu todo o apoio que tinha na ALESC. Cada dia surge um fato novo. O Governador, se permanecer no comando do Estado, vai ter que passar o resto do mandato explicando e se defendendo das constantes denúncias que estão surgindo. Caso não ocorra a renúncia nos próximos dias, caso ocorra a aprovação da abertura de processo de impeachment, a expectativa é de que tenhamos o afastamento do Governador.

Aumento de Casos de COVID-19 em Pequenos Municípios 

Os pequenos municípios estão começando a sofrer os impactos do COVID-19, em relação a incidência de casos positivos. Um dos exemplos é Cocal do Sul que vinha mantendo um número estável, mas que nas últimas semanas começou a evoluir. 

A proximidade com Criciúma, epicentro da doença na AMREC, aliado a retormada das atividades são fatores que podem cotribuir para este aumento. Outro ponto interessante é que muitas pessoas de cidades maiores, acabam procurando serviços em cidades menores, o que acaba, de certa forma proporcionando a propagação do vírus. Isto porque, vários serviços públicos são mais fáceis de obter em cidades pequenas, como atendimentos de serviços públicos como Vistorias de Veículos, Despachantes, SINE, Carteira de Identidade, que estava suspensa em Criciúma, acesso a Bancos, onde as filas são menores, pagamento de faturas em lojas conveniadas, serviços de correios e até mesmo para alimentação. 

Todas essas diferenças entre cidade grande e cidade de pequeno porte, acabam fazendo com que muitas pessoas procurem as pequenas cidades para agilizar seus atendimentos aos serviços elencados acima, como muitos outros.   Isto porque, a maioria dos casos que estão sendo notificados, são de pessoas que não foram expostas a viagens, o que se pressupõe que adquiriram o virus em suas própria comunidade.

CDL de Içara Não Dormiu no Ponto


O Dia das Mães, segundo feriado mais importante do calendário, não passou  batido em Içara, onde a CDL deu exemplo, fazendo uma bela campanha com sorteio de prêmios que esquentaram as vendas. Felizes os comerciantes daquela cidade que conseguiram recuperar um pouco do prejuizo, em meio a crise.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.7%
42.3%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp