17/06/2019 às 14h01min - Atualizada em 17/06/2019 às 14h01min

​Frequentadores do Caps participam de aulas de cerâmica artística na Olaria das Artes

Beto Silva - 87 News
Ajudar na autoestima, na coordenação motora, proporcionar a interação social. Estes são alguns dos objetivos do Governo Municipal de Morro da Fumaça, através da Secretaria do Sistema de Saúde, ao oportunizar aulas de cerâmica artística aos frequentadores do Centro de Atenção Psicossocial (Caps). Há dois meses, todas as sextas-feiras à tarde, os 12 participantes vão até a sede da Olaria das Artes, colocam a mão na argila e aprendem a confeccionar vários tipos de peças, passando por todos os processos do trabalho, desde a preparação da matéria prima, elaboração, queima e esmaltação.

O coordenador do Caps e psicólogo, Felipe Pedroso, diz que no momento os participantes estão na fase de elaboração das peças e todos estão gostando do trabalho. “O Caps atende pessoas que têm uma rotina muito pobre, com poucas atividades. Algumas vezes por transtorno de esquizofrenia, ou depressão, acabam ficando por longos períodos em casa. Por isso este trabalho torna-se importante, pois eles enriquecem a rotina com atividades, aprendendo coisas novas”, pontua.

As aulas são coordenadas pelo artesão Joselito Henfrain que destaca a satisfação em poder desempenhar o trabalho, passando os ensinamentos para os integrantes do Caps. “Para mim está sendo muito gratificante poder passar para eles os conhecimentos desta arte milenar e de como a cerâmica artística pode ajudar no tratamento. Estou ensinando as técnicas de como produzir peças decorativas e utilitárias que eles podem estar usando no dia a dia”, relata.

A união entre os alunos, presenciada durante as aulas, chamam a atenção de Henfrain. “A cerâmica artística não se resume somente na argila, mas sim na humanização dos integrantes. É muito importante na cura da depressão, que é uma doença que atinge a alma. A cerâmica tem um papel muito importante no tratamento. Faz com que a pessoa se sinta útil e valorizada, a integrando na sociedade através de feiras e exposições”, completa.

O secretário do Sistema de Saúde, Robson Francisconi, também enfatiza a importância das atividades e os efeitos terapêuticos positivos. “É muito importante disponibilidade de novas atividades aos frequentadores do Caps, os dando a oportunidade de ter acesso a novidades, gerando ainda a interação social”, relata.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.6%
42.4%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp