29/10/2019 às 21h12min - Atualizada em 29/10/2019 às 21h12min

Comerciante que comprou carnes desviadas da AFASC aponta taxista responsável pela venda

- 87 News
A Policia Civil de Criciúma, através da 1ª Delegacia de Polícia, em continuidade as investigações relacionadas ao desvio de carnes da AFASC, na denominada Operação Bocas Famintas, comandada pelo Delegado Tulio Falcão, ouviu na tarde de hoje, terça-feira (29), o proprietário do restaurante que havia sido preso na semana passada por receptação de produtos da AFASC.

Em seu depoimento, negou conhecer a procedência ilícita da carne adquirida, informando ao delegado que, assim como outros comerciantes da cidade, foi procurado pela taxista de Urussanga, a mesma que fora presa na operação da polícia civil, a qual se apresentou como representante comercial de um frigorífico, tendo por este motivo adquirido cerca de 80 kg de carnes.

O comerciante disse ainda que para desmontrar boa-fé, irá depositar o valor pago pelas carnes em juizo, para eventual ressarcimento de danos à AFASC.

Ainda em relação ao caso o comerciante emitiu uma nota à população:

 

"Viemos por meio deste, esclarecer alguns fatos acontecidos nos últimos dias. É assunto corrente na cidade a questão do desvio de carnes da AFASC. Nossa empresa, Restaurante Universitário, há 25 anos no ramo alimentício, prestando um serviço honesto e ilibado, por vezes realizando serviço social (como nas refeições a preços populares), foi vinculada a tal fato. Estaremos prestando todos os esclarecimentos necessários e colaborando com a justiça para que os fatos sejam apurados, buscando restabelecer nossa boa imagem que construímos sempre com muito trabalho. Maiores esclarecimentos estaremos prestando as autoridades evitando a desnecessária exposição de fatos que compete à justiça a apuração."

A.M.S

Proprietário Restaurante Universitário UNESC.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp