02/06/2020 às 15h42min - Atualizada em 02/06/2020 às 15h42min

'Tentaram fraudar o governo usando os dados do Luciano Hang', diz advogado

- 87 News
NSC TOTAL

O advogado de Luciano Hang, Fábio Roberto de Souza, diz que o empresário foi surpreendido pela descoberta de um pedido de auxílio emergencial de R$ 600 em seu nome. Segundo ele, trata-se de uma fraude. A suposta solicitação apareceu com o vazamento de dados pessoais de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e de autoridades brasileiras – entre elas o próprio presidente da República - por hackers, na noite de segunda-feira (1º).

- Tentaram fraudar o governo usando os dados do Luciano Hang – afirma Souza.

O nome do catarinense aparece em uma solicitação do voucher que vem sendo pago pelo governo federal aos trabalhadores com dificuldades financeiras durante a pandemia. Hang é um dos homens mais ricos do Brasil – o 7º bilionário no ranking brasileiro de bilionários da revista Forbes.

O advogado diz que não sabe se o benefício foi solicitado antes, ou depois do vazamento de dados pessoais como números de documentos, endereços e telefones. A imagem divulgada informa que o cadastro foi aceito, e indica que parcelas já foram pagas.

O advogado disse à coluna que vai procurar os meios de fazer o cancelamento do benefício.

Denúncia à PF

Luciano Hang e seus advogados apresentaram denúncia à Polícia Federal sobre o vazamento de dados pessoais, ainda na segunda-feira. O registro foi feito online.

- Lamentamos muito o ocorrido. Luciano está indignado. Qual o sentido de captar e divulgar dados dele e da família? – questiona o advogado.

O ministro da Justiça, André Mendonça, informou por meio das redes sociais nesta terça-feira (2) que determinou a abertura de inquérito para investigar vazamento de informações pessoais “do presidente Jair Bolsonaro, seus familiares e demais autoridades”. Ele disse que serão apurados crimes previstos no Código Penal, na Lei de Segurança Nacional e na Lei das Organizações Criminosas.

O vazamento de dados foi feito pelo Anonymous Brasil, versão nacional de um famoso grupo de hackers.

Fraude no auxílio

Hang não é o primeiro caso de cadastro aparentemente aceito de forma irregular pelo governo para o pagamento do auxílio emergencial. O filho do apresentador do Jornal Nacional, Wiliam Bonner, também apareceu na lista de beneficiários. Bonner veio a público para dizer que os documentos do filho tinham sido usados em uma fraude.

Também veio à tona, recentemente, a informação de que mais de 70 mil militares teriam recebido o auxílio em todo o país.

A aceitação de nomes como o do bilionário Hang na lista de beneficiários expõe falhas graves no sistema de aprovação do auxílio emergencial, que foi criado para socorrer famílias que têm renda de até três salários mínimos. A análise dos cadastros é feita pela Dataprev, empresa de tecnologia do governo, que cruza os dados fornecidos pelo solicitante com informações que já existem no sistema do governo – na Receita Federal, por exemplo. O benefício é validado pelo Ministério da Cidadania.

A coluna entrou em contato com o Ministério, por telefone e por e-mail. Questionamos se foi identificado e autorizado o pagamento em nome de Luciano Hang, e se é considerada a possibilidade de fraude. As perguntas ainda não foram respondidas. Assim que o governo se manifestar, a resposta será publicada.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp