28/05/2020 às 07h24min - Atualizada em 28/05/2020 às 07h24min

Startups e aplicativos: tecnologia a favor dos negócios locais

Através do aplicativo Nummus, estudante do curso de Sistemas de Informação da Esucri pode auxiliar empresas locais na fidelização de clientes

Natasha Monteiro, sob supervisão de Amanda Ludwig/ Traquejo Comunicação - 87 News
ESUCRI

Colocar em prática os conhecimentos adquiridos é um dos objetivos do curso de Sistemas de Informação da Esucri, onde os alunos são direcionados a aplicar recursos tecnológicos na condução dos negócios. Seguindo essa ideia, o estudante  João Manoel Aureliano possui o desafio de implantar uma startup através do projeto que desenvolveu: o aplicativo Nummus.

 


A ideia do app surgiu de uma necessidade do mercado brasileiro, o negócio local. Um posto de combustível de Criciúma marcou uma reunião com João, para explicar a necessidade que eles tinham de fidelizar seus clientes. “Depois dessa reunião comecei a estudar sobre o tema, entender o mercado. Testei todos os programas de fidelidades que encontrei, e assim começou a primeira etapa com ideias que foram sendo colocadas em prática”, explica o aluno.

 


O Nummus é um aplicativo de cashback, o que em tradução livre quer dizer “dinheiro de volta”. A pessoa  compra em uma loja e ao usá-lo paga o valor do produto, mas recebe o cashback. Ou seja, parte do valor da compra voltará para o cliente, que fica registrado na carteira digital do aplicativo. Depois, em uma nova compra no mesmo local, existe a opção de resgate do cashback, dependendo da política do estabelecimento.

 


“Em setembro do ano passado montei uma pesquisa de mercado, com consumidores, buscando concorrentes diretos e indiretos, criando um planejamento de custos/despesas e com ajuda de uma ferramenta de Big Data, busquei todos os possíveis clientes a nível nacional. Em 15 dias, fizemos a primeira versão do Nummus, e colocamos rodar o “MVP” (Mínimo Produto Viável), em um cliente piloto”, enfatiza.

 


Com a orientação do empresário, investidor e mentor do projeto Guilherme Balsini, a startup já empregou dois outros alunos do curso: os estudantes Alan Lucas da Cruz e Felipe Augusto. “Esse networking entre professores, alunos e os próprios colegas é incentivado a cada dia.  Projetos em grupos são abordados nas disciplinas de Empreendedorismo, Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), nas próprias cadeiras técnicas de desenvolvimento de software, em linguagens de programação e banco de dados”, exemplifica a coordenadora do curso de Sistemas de Informação, Andréia Ana Bernardini.

 


Alternativa para o comércio local


A plataforma foi toda desenvolvida para resolver e oferecer novos caminhos para que empreendedores e negócios locais fortaleçam a fidelidade com seus clientes. É uma startup que respira tecnologia e transpira inovação. Acompanha, fideliza, entrega o que o cliente e o consumidor desejam: satisfação. De negócio, lucro e recompensas. É ágil e com um simples passo a passo permite que uma relação de balcão dure para a vida toda, ainda mais nesses tempos de Covid-19.

 


“O curso cria uma relação de proximidade com os professores, explorando o desenvolvimento de relações com colegas que podem ser valiosas no futuro, pois a troca de conhecimentos que vem dessa interação, do aprendizado em sala de aula, do planejamento de trabalhos, ajuda o alunos a desenvolver novas ideias”, concluiu Bernardini.

 

 

O aplicativo está disponível em todas as plataformas mobile: Android e iOS, através de suas lojas virtuais, e também pelo site  https://www.nummus.com.br/

 

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita que o eleitor está mais consciente para votar nestas eleições?

26.3%
71.9%
1.8%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp