06/05/2020 às 17h27min - Atualizada em 07/05/2020 às 00h00min

Após 25 anos, cidade de Marília ganha obra do tratamento do esgoto

Bacias do Pombo e do Barbosa foram concluídas no ano passado pelo Prefeito Daniel Alonso.

DINO
http://www.danielalonso.com.br
Finalização da obra do esgoto de Marília/Sp


Após uma espera de mais de 25 anos, muitos casos de corrupção no passado, a cidade de Marília está concluindo a chamada obra do século, isto é, as ETEs (Estação de Tratamento de Esgoto). Das três bacias para que o município tenha 100% do esgoto tratado, duas delas – do Pombo e do Barbosa – foram concluídas e entregues pelo Prefeito Daniel Alonso no ano passado e já tratam 70% do esgoto da cidade.

A terceira bacia – do Palmital – já está com as obras em ritmo acelerado e previsão de estar finalizada ainda este ano, fazendo com que Marília tenha 100% do seu esgoto tratado.

A obra de tratamento de esgoto era um grande tabu em Marília, sendo abandonadas por gestões anteriores e, o que é pior, denúncias de superfaturamento e desvios de recursos.

Desde quando assumiu a administração municipal, no início de 2017, o prefeito Daniel Alonso deixou claro que a conclusão da obra do esgoto seria um desafio para sua gestão, mas que não faltaria empenho para que a obra do século se tornasse realidade no município.

Após conseguir recuperar recursos que eram considerados perdidos junto à Caixa Econômica Federal, foi realizado o processo licitatório e, ao contrário do que havia acontecido anteriormente quando grandes construtoras de fora, como Passarelli e OAS, haviam vencido, desta vez foi a empresa mariliense Replan Saneamento e Obras a ficar com a responsabilidade de realizar a obra, começando praticamente do zero, já que o que havia sido construído anteriormente, fora completamente abandonado por gestões anteriores.

No total estão sendo investidos pelo Governo Daniel Alonso cerca de R$ 88 milhões, sendo R$ 46 milhões para as bacias do Pombo e Barbosa e R$ 42 milhões para a do Palmital.

Um dos últimos orçamentos para a construção da ETE (Estação de Tratamento do Esgoto), realizada por governos anteriores em 2011, ficou em mais R$ 120 milhões, corrigidos para o atual momento da economia, o valor passaria dos R$ 200 milhões. Hoje através de muita economia e negociações, ela será concluída por aproximadamente R$ 88 milhões, ou seja, 56% a menos do que o primeiro orçamento.

"Foi um trabalho de muita responsabilidade de toda a nossa equipe econômica e, após muito esforço e empenho de todos, iremos entregar 100% da obra de tratamento de esgoto, o que vai gerar mais saúde e qualidade de vida para toda a nossa população, além de colocar Marília num outro patamar, atraindo mais indústrias, gerando mais empregos e renda para nossa cidade. Só por essa obra já valeu ser prefeito", afirmou Daniel Alonso.

DADOS

As bacias do Pombo, do Barbosa e do Palmital terão capacidade de tratar até 1.112 litros de esgoto por segundo, funcionarão 24 horas por dia, inclusive sábados, domingos e feriados, atendendo uma população de 240 mil habitantes, além dos demais municípios banhados pelos rios do Peixe e do Aguapeí.

A construção da famosa "obra do século" passou por diversas paralisações e denúncias de superfaturamentos nos governos anteriores e se arrasta desde 1994, ou seja, há 26 anos.

Só a atual gestão do prefeito Daniel Alonso já gastou desde o início do mandato mais de R$ 6 milhões para reconstruir a obra, valor esse que não é reposto pela Caixa Econômica, e precisa sair dos cofres da Prefeitura.

"Muita coisa se perdeu nesse tempo, praticamente foi dinheiro público jogado fora. Nós estamos tendo a responsabilidade de refazer a obra praticamente do zero e não deixar nada mais estragar. Isso é respeito ao dinheiro pago pelo contribuinte", disse Daniel Alonso.

Site do Prefeito Daniel Alonso -> www.danielalonso.com.br

Fotos: Mauro Abreu



Website: http://www.danielalonso.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp