21/10/2019 às 15h12min - Atualizada em 21/10/2019 às 15h12min

26 presos da Operação “Armagedom” são ouvidos em audiência

Parte da Avenida Coronel João Fernandes foi fechada pela PM

- 87 News
Agora Sul
 

No início da tarde desta segunda-feira, dia 21, um grande congestionamento chamou a atenção de pedestres e motoristas que transitavam pela na área central de Araranguá. Parte da Avenida Coronel João Fernandes, que passa em rente ao Fórum está fechada.

O motivo do fechamento é uma audiência que ocorre no Fórum, onde estão sendo ouvidos 26 presos da Operação “Armagedom”, desencadeada pela Divisão de Investigação Criminal de Araranguá, em março deste ano.

Além dos presos, testemunhas também estão sendo ouvidas e, por questão de segurança, mais de 10 agentes penitenciários fazem a escolta dos presos. Também atuam na segurança dentro e fora do Fórum, aproximadamente 20 policiais militares.

Segundo apurado pela reportagem, esta é a primeira audiência e o local ficará resguardado até o término das oitivas.

Operação “Armagedom”

No dia 12 de março deste ano, a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá desencadeou a Operação “Armagedom”, com objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas, tendo como líder Cristiano Martins Rabello, mais conhecido como “Sentado”, executado a tiros na Estrada Geral da localidade do Campinho, na noite do dia 23 de janeiro.

Após a conclusão do Inquérito Policial – que contém 4.000 páginas – o Ministério Público denunciou no dia 06 de maio, 40 pessoas da facção criminosa com ramificações em Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Santa Rosa do Sul, Sombrio, Criciúma, Garopaba (cidades catarinenses) e Paranhos, no Mato Grosso do Sul.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://87news.com.br/.

Audiência Pública para discutir o binário de Cocal do Sul: você é a favor ou contra?

57.4%
42.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp